sábado, 14 de março de 2009

LBV – LEGIÃO DA BOA VONTADE

LBV


  1. ALZIRO ZARUR


O nome do fundador da LBV é Alziro Elias Davi Abraão Zarur e nasceu aos 25 de dezembro de 1914, de pais sírios, católicos ortodoxos. Zarur considerava-se a reencarnação de Allan Kardec como declara no livro "Jesus - A Saga de Alziro Zarur II".

Em 4 de março de 1949 lançou o programa "Hora da Boa Vontade" na rádio Globo do Rio. Lá criou a "prece do copo d'água". Ele citava textos bíblicos na Rádio e dentre eles repetia Lc.2:14:

"Paz na terra para os homens de boa vontade" (versão católica).


A LBV foi fundada oficialmente em 7 de setembro de 1959 e se declarava uma organização criada pelo próprio Jesus Cristo (Religião do 3º milênio, p.95). E diziam ainda ser uma religião santíssima (idem p.115).


  1. JOSÉ PAIVA NETO


Nascido a 2 de março de 1941, no Rio de Janeiro, tornou-se em 1979, com a morte de Zarur, presidente da entidade, é jornalista, radialista e escritor. Sua infância e juventude foram marcadas por uma preocupação incomum com temas filosóficos, espirituais, sociais, políticos, científicos, econômicos e por um profundo senso de auxílio aos necessitados. Deixou de seguir a vocação pela medicina para dedicar-se, ainda jovem, à LBV. Foi sempre o auxiliar de Alziro Zariur, tendo o cargo de Vice Presidente.


  1. A MÁQUINA DE ARRECADAR


Geralmente nos vemos diante de um pedido telefônico, feito por uma voz feminina muito delicada, elogiando-nos como cidadão de bem e se, como tal, não estaríamos dispostos ao pagamento mensal para o custeio de uma criança.

Imagine o seu filho chegando em casa dizendo que Satã é seu irmãozinho e que o ama de todo coração? Não nos enganemos, a caridade tem que ser completa, por isso disse Jesus: " Está escrito: Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus"(Mt.4:4).


  1. O TEMPLO DA LBV


Inaugurado em 21 de outubro de 1989, em Brasília, por J. P. Neto. É o monumento mais visitado de Brasília. O ParlaMundi da LBV é chamado pela imprensa brasileira de Parlamento dos Espíritos, porque Paiva Neto assim o definiu: "O Parlamento Mundial da Fraternidade Ecumênica, que erguemos com o indispensável auxílio do Povo, ao lado do Templo da LBV,... manterá suas portas abertas a todos os seres de Boa Vontade, na matéria ou fora dela. Ele propõe a conciliação universal de todo o conhecimento humano e espiritual, numa poderosa força a serviço dos povos".

"A respeito do Templo de Deus e porque a LBV é a "Religião de Deus" lemos o seguinte: "Que templo é esse no versículo 15? (capítulo 7 de Apocalipse). Tudo indica, pelo seu papel altamente solidário, que se trata do Templo do Ecumenismo Irrestrito, que a Legião da Boa Vontade levantou em Brasília"

( As Profecias sem Mistério, P. Neto, p.193)

O Templo citado no contexto do cap.7 de Apocalipse é o céu onde Deus habita e a partir do seu trono delibera todas as diretrizes universais.

A Bíblia CONDENA o ecumenismo!

(Dt.18:9; IICor.6:14-18; )


  1. JESUS CRISTO VOLTARÁ NO TEMPLO EM BRASÍLIA

"Quando Jesus voltar encontrará erguido o Templo da Boa Vontade, o TBV"

( As Profecias sem Mistério, P. Neto, p.193).

Jesus Cristo, quanto voltar fisicamente (Mt.24:27), virá sobre Israel, no Monte das Oliveiras. (Zc.12:10; Zc.14:4; Mt.24:30)

O ponto de referência mundial que serve de base para os acontecimentos bíblicos é a nação de Israel. O próprio Senhor mandou que observássemos nesta direção (Mt.24:32).

Essa grande obra assistencial, que tanto empolga e até realiza bons trabalhos sociais, é uma grande camuflagem para uma nova religião e, como de costume das seitas, o "único" ou "mais certo caminho" a Deus.


  1. O QUE PENSA A LBV SOBRE A BÍBLIA?


"...Que a fé dos cristãos míopes é refutar fatos concretos, e justificar contradições na Bíblia dos Hebreus. Senhor, não creio que este Livro Santo tenha , todo ele, inspiração Divina porque tua santíssima doutrina não pode rebaixar-se tanto e tanto!".

(Livro da LBV: "Mensagem de Jesus Para os sobreviventes, pág.179,180).

RESPOSTA BÍBLICA: (II Pedro 1:20 -21; I Coríntios 4:6; João 17:17; )

"Os erros da Bíblia são conseqüência natural do estado evolutivo dos autores. Exemplo: Paulo de Tarso, fariseu, trouxe do judaísmo para o cristianismo ensinos que se opõem aos do próprio Cristo. São erros pessoais, que nem eram erros para a maioria, na época em que foram escritos. Essa é a parte humana da Bíblia, que a LBV esmiuçou, ao tratar de alma e espírito; espíritos de luz entre o bem e o mal; Adão e Eva; o casamento de Caim e tantas outras coisas que o materialismo dialético rejeita em sua concepção de História. Ora, isso explica a necessidade das revelações progressivas, cuja finalidade (traçada pelo próprio Jesus) é corrigir e atualizar a parte humana da Bíblia Sagrada. Portanto, com todos os erros, de origem humana, a Bíblia contínua certa, como demonstra a Doutrina do Céu da LBV"

( Jesus – A Saga de Alziro Zarur; vol. 2; p.86).

RESPOSTA BÍBLICA: (II Pedro 1:20 -21; I Coríntios 4:6; João 17:17; )


  1. NEGAM A DIVINDADE DE JESUS CRISTO

Afirma a LBV: "...Jesus, o Cristo de Deus, não é Deus nem jamais afirmou que fosse Deus".


(Jesus - A Saga de Alziro Zarur II, pág.112).

RESPOSTA BÍBLICA:

O Senhor Jesus, em sua forma humana, nunca disse ser o Deus - Pai, mas sempre as Escrituras reiteraram a sua divindade: (Jo.5:18; Rm.9:5; Jo.1:1)
Os textos acima são mais que necessários para provarmos a Deidade de Jesus Cristo, ou seja, O Filho é tão Deus como o Pai e o Espírito Santo (Mt.28:19, II Cor.13:13, Ef.4:4-6, I Jo.5:7). O Deus dos Cristãos é Trino - Pai, Filho e Espírito Santo.

Mais uma vez a LBV mostra-se uma religião fora dos parâmetros da cristandade.


  1. O ESPÍRITO SANTO É UM CONJUNTO DE ESPÍRITOS?

"O ESPÍRITO SANTO, de modo geral, não era – e não é – um Espírito Especial, mas uma designação figurada, e indica o conjunto dos espíritos puros, dos espíritos superiores e dos bons espíritos! É a Falange Sagrada, instrumento da ordem hierárquica da elevação moral e intelectual, ministra de Deus – uno, indivisível, eterno, infinito – que irradia por toda parte"

(Jesus – A Saga de Alziro Zarur, Vol. 2, p.123)

RESPOSTA BÍBLICA:

O Espírito Santo é o Consolador (Jo 14.16, 26; 16.7-9,13,14) não é uma falange de espíritos superiores, mas um ser pessoal, a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade (At 5.3,4).

Jesus disse que o outro Consolador (comparar com Jo 14.16 [outro] com 1Jo 2.1, onde Jesus é um Consolador e o Espírito Santo é o outro
Consolador ) ensinaria todas as coisas, e que faria lembrar de tudo (Jo 14.26; 15.26).


  1. NÃO HÁ TRINDADE?

"Haveis de convir em que há grande presunção da parte dos homens, especialmente dos que teimam em considerar JESUS uma das três parcelas de DEUS (embora tenham DEUS por indivisível), quando pretendem que o mestre revestiu um corpo igual aos vossos"

[A Saga de Alziro Zarur II; 10ª edição; p.223]

RESPOSTA BÍBLICA:

As Escrituras mostram a existência da Trindade (Mt 28.19; 1Co 12.3-6; 2Co 13.13; 1Pe 1.2; Jd 20,21).

O Deus que se revela na Bíblia diz-se um só, eternamente subsistente na forma de três pessoas – Pai, Filho e Espírito Santo:

a) o Pai é chamado de Deus (Ef 1.7);

b) o Filho é chamado Deus (Jo 20.28; Rm 9.5; Hb 1.8);

c) o Espírito Santo é chamado Deus (At 5.3,4);

d) há um só Deus (Dt 6.4).


  1. JESUS NÃO É DIVINO?

"Agora, o mundo inteiro pode compreender que Jesus, o Cristo de Deus, não é Deus nem jamais afirmou que fosse Deus" [A Saga de Alziro Zarur II; p.112]."

"Jesus não é Deus porque Deus é um Só, porque não há outro Deus senão o Pai, que é o único e verdadeiro Deus [Idem]".

RESPOSTA BÍBLICA:

Nos próprios Evangelhos já encontramos evidências da divindade de Jesus:

a) Ele foi percebido como Deus (Jo 1.1-3; 5.16-18; 10.30-33);

b) os discípulos entenderam que Jesus era Deus (Jo 20.28);

c) conhecendo-se Jesus, conhece-se a Deus (Jo 8.19; 10.30);

d) foi chamado de Emanuel, que quer dizer Deus Conosco (Mt 1.23; Is 7.14);

e) Jesus declarou que era Jeová em Jo 8.56-58, afirmando que foi Ele mesmo quem apareceu a Abraão em Gn 18.1-33;

f) recebeu adoração (Mt 14.33; 15.25; 28.9,17; Jo 9.35-38; Lc 24.52);

g) perdoou pecados (Mc 2.5);


  1. JESUS NÃO MORREU POR NÓS

"Mesmo que alguém diga que Jesus já morreu, diremos com a Palavra do Divino Mestre na Bíblia Sagrada que Deus é Deus de vivos e não de mortos. A morte é um boato, ensina o Irmão Zarur, e todos sabemos que o Espírito é imortal. Portanto, Jesus, que não morreu por nós, mas viveu por nós, está mais vivo do que nunca na direção do planeta que Ele próprio criou."

[A Saga de Alziro Zarur; vol.2; José de Paiva Netto; 10ª edição; p.99]

RESPOSTA BÍBLICA:

É doutrina fundamental da Bíblia Sagrada que Jesus Cristo morreu por todos nós. por nossos pecados (Rm 5.6,8; 1Co 15.3; 2Co 5.15).


  1. SATANÁS É LOUVADO PELO FUNDADOR DA LBV

Poema ao Irmão Satanás (apenas alguns trechos)

"Um dia, eu fui com meus irmãos à igreja,/ E um padre perturbou a minha paz: Ele falou de um certo Satanás/ Que as almas brutaliza e mercadeja. Mas falou com uma raiva tão bravia/ Do Diabo vil, com um coração de pau./ Que eu perguntei à minha avó Maria:/ –Será que o Diabo é mesmo assim tão mau?/ Mais tarde, eu lia a Bíblia, de manhã –/ E são 66 livros ou partes –/ Para surpreender todas as artes/ Daquele infernalíssimo Satã./ – Se Deus sempre é perfeito no que faz,/ E nada do que fez ao mal destina,/ Por que odiarmos nós a Satanás,/ Se ele, também, é criação divina?/ –E, se Jesus nos veio esclarecer/ Que amássemos até ´ao inimigo',/ Por que não transformar num bom amigo/ A Satanás, em vez de o combater?/ Amigos meus, oremos por Satã,/ Amêmo-lo de todo o coração,/ E respondamos sempre com perdão/ Aos males que nos faça, hoje e amanhã."

[Mensagens de Jesus para os Sobreviventes]

Resposta Bíblica:

Biblicamente, o diabo é um ser decaído, tendo sucumbido à sua própria vaidade, "cheio de todo engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça (At 13.10)".

Como tal, não é criação divina. O ser criado por Deus era originalmente perfeito (Ez 28.15), um anjo bom e de luz, a "estrela da alva (Is 14.12)", o "querubim ungido (Ez 28.14)". Tanto assim, que a Bíblia o descreve como "o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura (Ez 28.12)", pelo que o seu coração se exaltou, vindo a rivalizar justamente com Deus (Is 14.13,14).

E tornou-se então, por si próprio, o Inimigo, que é exatamente o significado do termo Satanás – o adversário (1Pe 5.8). Além disso, o mandamento para amar nossos inimigos diz respeito a nós e a nosso semelhante (Mc 12.29-31); os adversários de Deus, Ele sabe o que fazer com eles (Mt 12.30-32; At 5.1-5; 2Pe 2.4).

Deus é o único digno e merecedor de louvor (2Sm 22.4; Ap 5.12) por causa de sua majestade (Sl 96.1,6; Is 24.14), sua glória (Sl 138.5; Ez 3.12), sua excelência (Ex 15.7; Sl 148.13), sua grandeza (1Cr 16.25; Sl 145.3), sua santidade (Ex 15.11; Is 6.3), seu poder (Sl 21.13), suas obras maravilhosas (Sl 89.5; 150.2; Is 25.1), por todas as bênçãos espirituais (Sl 103.2; Ef 1.3).


QUANDO A LBV LIGAR, DIGA NÃO!!


Fonte: www.cacp.org.br
















Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Gnotícias