terça-feira, 28 de outubro de 2008

PERGUNTAS (E RESPOSTAS BÍBLICAS) A RESPEITO DAS TJs.:

1 - As testemunhas de Jeová fazem parte do cristianismo?
RESPOSTA: Não – Pois ferem as doutrinas fundamentais do cristianismo. Gl 1.8-9
2 - É pecado alistar-se ou votar?
RESPOSTA: Não - * TJ`s ensinam: “Toda autoridade e GOVERNO CIVIL é do Diabo, por isso NÃO SERVIMOS O EXÉRCITO, não defendemos a nação mesmo se ela for agredida e estiver a ponto de total extermínio, não saudamos a bandeira nem cantamos o Hino Nacional, não votamos, não podemos ser policiais, não pagamos impostos, desprezamos os soldados, etc.”

As Escrituras os contradizem, condenando-os:

A instituição do governo e das autoridades são respaldadas por Deus, sua PRINCIPAL tarefa é assegurar justiça e segurança a vida, refrear a violência. Gênesis 9:5,6
Temos de respeitar e nos submeter ao governo e todas as autoridades. Mat 22:21; Rom 13:1-7; 1Tim 2:1-2; Tit 3:1; 1Ped 2:13-14. Exceto no que contrarie a palavra de Deus. Podemos refutar com ordem, sabedoria e bom senso. Dn 3
Por analogia, que faria você se sua nação fosse atacada, com a perspectiva de saques estupros escravidão ou morte para milhões, quase seguramente para você e seus familiares, talvez aniquilamento de toda a nação se não nos defendêssemos bem? Só os outros é que têm a obrigação de morrer defendendo você e os seus?...(Jz 6.14).

3 - É pecado doar sangue?
RESPOSTA: Não. * TJ`s ensinam: “TRANSFUSÃO DE SANGUE é proibida, é melhor morrer do que deixar outra alma entrar em você, ou dar sua alma a outra pessoa.”

As Escrituras contradizem, condenando-os: Lev 17:11 diz que a vida no sentido de vida FÍSICA ESTÁ NO sangue, não que nossa alma espiritual É sangue.


4 - É pecado comemorar aniversário?
RESPOSTA: Não. Acerca da comemoração de aniversários, a Bíblia não possui um único texto bíblico que desaprove tal coisa. O ensino de que a Bíblia proíbe o cristão de comemorar aniversários, conforme ensinado pelos Testemunhas de Jeová, não possui embasamento. Vemos, por exemplo, O Senhor Jesus fazendo parte de uma festa de casamento em João 2, o que nos prova que nosso salvador não é contra o cristão alegrar-se (especialmente ao comemorar o seu nascimento). “Não devemos comemorar o aniversário porque os pagãos o fazem!!!” (alguns alegam isto com base em Gênesis 40:20 e Mateus 14:6, principalmente), então também não devemos aceitar a cremação ou realizar casamentos.. Pois há pagãos que tomam parte em tais cerimônias... Como vemos, o problema não está no fato do costume ser praticado por um pagão, mas sim no princípio que está por detrás. Sendo que não há um princípio do mal, que contradiga os mandamentos de Deus, em relação à celebração de uma aniversário,
Não é necessário considerarmos tal festividade como sendo um pecado. Para muitas famílias uma das poucas oportunidades que elas têm de se reunir é no aniversário de um parente. Cabe ressaltar que alguns comentaristas, com base em alguns textos bíblico (Jó 1:4 e 5, 3: 1-3. Ver também Jeremias 20:15 e Lucas 1:57 e 58) acertadamente afirmam que os aniversários natalícios eram celebrados também por pessoas fies a Deus.
5 - Jesus foi crucificado ou pendurado em um poste?
RESPOSTA: Crucificado. A pena de morte pela cruz era uma prática conhecida na Grécia, mas os romanos trouxeram tal prática dos cartagineses. Só os romanos usaram a cruz como pena capital, e tal prática foi abolida por Constantino, na primeira metade do século IV, na sua reforma social e política. Ninguém escreveu com detalhes a crucificação de Jesus, mas a evidência do Novo Testamento, os escritos da patrística e o testemunho da história atestam a cruz como pena capital no império romano, sendo o próprio Cristo executado conforme o sistema da época.
Foi encontrado em 1968, numa região de Jerusalém, um ossuário que continha ossos de um jovem que fora crucificado no primeiro século do cristianismo. Um prego tinha sido posto em cada antebraço, atravessando-os, e outro atravessando os dois calcanhares, com as duas pernas quebradas, como as pernas dos dois malfeitores que foram crucificados ao lado do Senhor Jesus, mencionados em João 19.32. Ver Jo 20.24 – 27.

6 - O que fazer quando Testemunhas de Jeová baterem à sua porta.
I - Saibam que as TdJ que vêm a sua porta, passam por um treinamento intensivo para se fazerem entrar na sua maneira de raciocinar. Se vocês não forem atentos, rapidamente cairão na sua armadilha. Elas têm a sua “verdade” a lhes transmitir, elas não vem pedir a sua luz. Se virem que não conseguem fazer nada com vocês, elas não voltaram mais.
II - As TdJ citam avalanches de versículos bíblicos. Com o tempo, percebe-se que elas reutilizam sempre os mesmos versículos que, após um sério exame, revelam-se insignificantes. Eles são tirados para fora do seu contexto além de serem traduzidos de maneira incorreta e desonesta.
III - Vocês devem mostrar-lhes que também são amorosos e educados. Não as tratem mal. Elas só se sentem confirmadas com isso: consideram-se “mártires” da palavra de Jeová.
IV - Digam-lhes, com educação, mas com firmeza, que estão contentes com a crença que têm e que vocês se sentem seguros na sua fé.
V - Não digam apenas que não têm tempo, como forma de as mandar embora: elas vão voltar. Elas vêm sempre, duas a duas, para colocar vocês num fogo cruzado. Não cometam a imprudência de aceitar um estudo bíblico, com elas, porque vocês não vão estudar a Bíblia, mas o manual das testemunhas de Jeová. A Bíblia será colocada na mesa, para de vez em quando se tirar dela um versículo para apoiar suas teses.
VI - Não aceitem as revistas, nem os livros. Não que um cristão adulto e minimamente preparado não possa ler tais livros. Mas, para as testemunhas de Jeová, aceitar os seus livros já é o primeiro “sim”. Se vocês não têm a formação bíblica para responderem aos argumentos delas, não aceitem conversar. Estudem primeiro a Bíblia, e a sua fé cristã, e informem-se antes de tudo sobre as testemunhas-de-jeová.
VII - A não ser que vocês se sintam muito seguros. Não aceitem que as testemunhas-de-jeová comecem a ler frases da Bíblia. Não devem entrar em discussões, nem sequer aceitar que a testemunha se ponha abrir a Bíblia. As testemunhas de Jeová estão bem treinadas para confundi-los, como bons vendedores de um produto. Elas tiveram um treinamento intensivo para levar vocês a pensar como elas. Elas não vem a sua casa para ter o prazer de conversar, mas unicamente para convencer vocês. Elas utilizam muitos versículos bíblicos tirados do contexto e, muitas vezes, traduzidos de maneira incorreta, distorcem frequentemente a Bíblia.
VIII - Não sejam irônicos com elas. Elas são vítimas, mesmo não tendo consciência disso.
IX - Saibam ainda que, mesmo se vocês as convencerem do erro, isso não impedirá, apesar de tudo, que elas continuem acreditando na sua verdade. Mas, talvez você tenha conseguido semear a dúvida em seu espírito: ela poderá refazer o seu caminho.
X - Se nos sentirmos inseguros, pouco armados (...), devemos fugir das seitas como da peste. O apóstolo João é categorico nesse assunto (2 Jo 9-10).

Estudo elaborado pelo Diácono Anderson Ramos Barros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Gnotícias